sábado, 9 de maio de 2015

Plataforma contra a utilização de herbicidas na região de Sicó


Não é, para mim, um tema novo, já que por mais do que uma vez que abordei esta importante questão. Contudo, e como tudo na vida, se queremos efectivamente mudar as coisas, para melhor, temos de ser mais incisivos, promovendo formas inovadoras na abordagem à temática.
Apenas há 2 dias atrás foi criada a "Plataforma contra os herbicidas", que, tal como o nome pode indiciar, pretende pugnar pelo fim da utilização dos herbicidas na região de Sicó. Pretende também servir de inspiração para a criação de plataformas similares noutras regiões. 
Esta é uma plataforma informal, e apartidária, que reunirá pessoas que se movem sobre um único propósito, sendo que para isso utilizarão a cidadania plena para o fazer. Acabar com um perigo de saúde pública, traduzido na utilização de herbicidas vários, é o lema fundamental.
Pretende-se suscitar o debate, a troca de opiniões e informações pertinentes, sobre a utilização de herbicidas. Mas não só, pretende-se também apresentar as alternativas já existentes e pugnar pela utilização das mesmas. A nossa saúde tem de estar acima da utilização dos herbicidas.
Há poucas semanas a Organização Mundial de Saúde considerou o glifosato, componente principal dos herbicidas, como cancerígeno. Está também estabelecida uma relação directa entre a utilização do glifosato e o autismo e parkinson. Não há que enganar, os factos são estes.
Durante os próximos meses iremos, todos nós, fazer com que estas nossas preocupações cheguem às nossas autarquias e juntas de freguesia, de modo a que as que utilizem herbicidas o deixem de fazer. Durante os próximos meses iremos denunciar a utilização de herbicidas por parte destas entidades, informando qual é afinal o herbicida utilizado. Iremos também aplaudir todos aqueles que, comprovadamente, já deixaram de utilizar herbicidas.
O desafio está lançado!

Sem comentários: