segunda-feira, 18 de maio de 2015

Como podem os produtores locais competir nestas condições?

É um tema que tem muito que se lhe diga. Há muitos anos que a questão do mercado de Ansião tem preenchido muitas das conversas do dia-a-dia dos ansianenses. O motivo é ilustrado na perfeição por fotografias que facilmente encontramos na internet.
Este é um caso entre muitos ocorridos na região de Sicó. O caso de Ansião é talvez mais paradigmático porque mesmo ao lado situa-se uma superfície comercial, a qual, em dias como o que as fotografias mostram, fica duplamente em vantagem, dadas as suas condições. 
Mas não só, por debaixo deste mercado haverá ainda vestígios arqueológicos, possivelmente de uma villa romana (Fonte: C.M.A). Confesso que fui surpreendido por este último facto, pois apenas recentemente me apercebi do mesmo e de tudo aquilo que por lá se passou aquando da movimentação de terras para a construção do mercado, na década de 70.



Mas continuemos. Sempre que por ali passo fico perplexo com o facto de em pleno século XXI as desejadas obras do mercado municipal estarem ainda por fazer. Mas também o facto de não saber se aquelas enormes telhas são daquelas que não fazem muito bem à saúde...
Indo ao cerne da questão, este e outros mercados municipais poderiam ser uma verdadeira aposta por parte dos municípios da região de Sicó. Poderiam ser uma excelente base para dinamizar o comércio local, sendo um apoio fundamental para toda uma rede de produtores locais que, ali, teriam a sua montra de produtos regionais, de reconhecida qualidade.
É precisa acção, mas a acção teima em chegar e se reflectir naquele espaço. Não se pode alicerçar toda uma estratégia municipal numa zona industrial, pois a agricultura ainda tem uma importância substancial nesta região e tem um enorme potencial económico. 
Os mercados municipais são dos locais que faço sempre questão em visitar aquando das minhas viagens. Já vi todo o tipo de mercados, daí ter uma perspectiva bem peculiar sobre os mesmos. Quando bem idealizados, os mercados municipais são locais mágicos, que, além de servirem para escoar produtos de qualidade, apoiando os produtores locais, servem inclusivamente como pólo de interesse turístico. Não podemos descurar esta questão, mas infelizmente isso tem acontecido nos últimos anos.
Quanto tempo mais vamos esperar para ter um espaço condigno? Quanto tempo mais vamos ter de esperar para que os nossos agricultores tenham uma merecida montra para os seus belos produtos?


Sem comentários: