terça-feira, 29 de novembro de 2011

Um mamarracho na Mata Municipal de Ansião


É daqueles temas que são óbvios, mas que afinal nunca são falados como o deveriam ser. Falo, claro, de uma obra que mesmo apesar de ter gerado tanta controvérsia ao longo dos anos, continua teimosamente a ser lembrada apenas pelo seu nome, ou seja mamarracho.
Mamarrachos há muitos, isso é certo, pois a região de Sicó tem uma elevada concentração destes objectos controversos, no entanto poucos são tão centrais e são tão simbólicos como é o palco instalado, desde o início da década de 90, na Mata Municipal de Ansião.
Nunca percebi como é possível existir algo tão feio e algo tão fora de contexto como é este palco, instalado em plena Mata Municipal de Ansião. Não compreendo como é possível não se fazer algo para minimizar a descontextualização daquele corpo de cimento e ferro em pleno espaço verde como é aquele. Não coloco em causa a existência do mesmo, no entanto a sua construção deixa tudo a desejar, pois simplesmente é algo que não se integra visualmente naquele espaço, facto último que pesa negativamente na imagem da Mata Municipal de Ansião.
É certo que tem havido, ao longo dos últimos anos, melhorias na Mata Municipal de Ansião, no entanto a integração visual daquele palco é algo que continua por fazer. E não, não é preciso obras faraónicas para resolver este problema, a solução é simples, falta a vontade e o know-how para o fazer.
A Mata Municipal de Ansião tem um potencial muito interessante, havendo a necessidade de ponderar esta questão. Seja enquanto "instrumento pedagógico" para a escola ali existente (e não apenas enquanto recreio), seja enquanto local de lazer para a população, há vários caminhos que podem ser seguidos. A instalação de um circuito de manutenção foi algo de importante, no entanto há que trabalhar as mentalidades para que não aconteça o que acabou por acontecer ao circuito de manutenção. E quando digo que há vários caminhos que podem ser seguidos, não é apenas pelas entidades públicas, é também pelo associativismo e pelo exercício da cidadania, que muitas vezes faz maravilhas...

Sem comentários: