terça-feira, 15 de abril de 2008

O porquê de dizer não à municipalização da REN: um exemplo prático!

Desta vez decidi falar sobre uma questão que à semanas atrás referi, a da petição contra a municipalização da REN, e isto mostrando um exemplo concreto:

Um dos problemas fundamentais nesta questão é que um terço dos orçamentos municipais se deve à edificação, o que significa por um lado que quanto mais se construir mais os municípios ganham em termos de orçamentos e por outro lado significa que obviamente na maior parte dos casos os municípios querem facilitar este facto. Este facto é um autêntico perigo em termos do ordenamento do território, criando casos muito problemáticos do ponto de vista ambiental e criando a médio prazo problemas muito graves, como o que assistiu nas inundações em Pombal.

O caso que vos apresento passa-se na freguesia de Pelmá, onde misteriosamente se constrói onde não se pode, ou seja em Reserva Ecológica Nacional, isto sem que haja a mínima dúvida na carta de condicionantes do PDM (por vezes estando em áreas limítrofes pode haver tolerância devido ao erro cartográfico associado das escalas, mas aqui não é o caso, está bem dentro!). As fotos foram tiradas a 14 de Fevereiro quando me desloquei lá para observar in loco este caso que me foi referenciado por uma pessoa que não se pode identificar, já que pode sofrer represálias..... para desempregado já basto eu!!

Esta situação foi denunciada às autoridades competentes e está a ser investigada, sinceramente estou curioso para ver o resultado do que quer queiram quer não (os lobbys) é um atentado ambiental punível para quem assinou o documento que autoriza a obra....

Brevemente voltarei a falar deste tema e de outras situações noutros locais que não Alvaiázere, já que o blog é sobre as Terras de Sicó!

Deixo-vos para já com três fotos para reflectirem sobre esta situação muito intrigante num país onde supostamente se têm de cumprir leis....











Os próximos temas a serem tratados muito brevemente vão ser:

- Irregularidades processuais graves na construção de parques eólicos: desmistificar estereótipos

- As obras na nascente do Rio Nabão em Ansião: Um elefante branco com pés de barro

- As cheias e inundações na cidade de Pombal: o porquê e quando voltará a acontecer

- Incêndios florestais e edificação: consequências da manipulação de mapas de risco de incêndios com vista à construção de edifícios ($$$$$$$$$$)

É apenas para vos aguçar o apetite, notem que não será obrigatoriamente por esta ordem!!

Bom trabalho

Sem comentários: