quinta-feira, 6 de junho de 2013

Sicó murada



Um ano depois, volto a abordar a temática dos muros de pedra nesta bela região. Desta vez mostro dois troços de muros que são simplesmente monumentais. Destes há poucos, vos garanto!
Apesar de monumentais, as Câmaras Municipais, as Juntas de Freguesia e muitos particulares tratam-nos mal, tal como as duas fotografias o documentam. Abandono é mesmo a palavra chave que serve para denunciar o estado destes elementos patrimoniais.
Estes muros têm uma largura impressionante, embora as fotografias não tenham elementos que sirvam na perfeição enquanto escala. Mais de 1 metro de largura de puro muro tornam o cenário impressionante, pelo menos para aqueles que, como eu, os apreciam, e tentam de alguma forma proteger e valorizar.
Fazendo um breve exercício, será que algum de vós consegue discernir alguma actividade promovida pelas entidades públicas, desta região, que vise a preservação destes muros? Pois é...
Uma das muitas formas de o fazer seria através uma ideia que propus há alguns anos atrás num evento relacionado com o património. Lembro que qualquer iniciativa deverá abranger aqueles que tomam decisões de âmbito territorial, ou seja os autarcas. Daí ser necessário algo como que uma espécie de manual de boas práticas em meio cársico, manual este onde poderiam ser vertidos muitos aconselhamentos que visassem precisamente a preservação de marcos identitários como o são os muros de pedra.


Sem comentários: