sábado, 10 de outubro de 2015

Geovândalos TT: além de vândalos, são porcos!

Já depois de ter detectado mais uma asneira, feita pelos vândalos do TT, mais uma vez na Cumeeira, Penela, reparei noutra asneira, também relacionada, mas que me parece que é muito boa para ilustrar, na prática, um dos principais problemas associados à actividade do TT, positiva e até desejável quando com regras, mas nociva quando feita sem regras.
Estas primeiras duas imagens são de um mesmo local, onde alguém com uma moto achou que era fixe subir o talude, mas que se esqueceu que este gesto tem graves consequências. Na primeira imagem observa-se uma recente passagem da moto. Na segunda imagem observa-se o resultado, na prática, de algumas passagens, provavelmente feitas pela mesma moto, já que distam menos de 10 metros uma da outra (havia ali vários destes exemplos...).
Na segunda imagem é por demais evidente a erosão que ocorreu posteriormente à brincadeira parva de alguém que não pensa nas consequências das suas brincadeiras parvas. As pedras que ali colocadas são para que a erosão não piore ainda mais (embora isso vá acontecer...). Muito possivelmente quem as colocou não foi quem fez a asneira mas sim a pessoa afectada pela brincadeira de cachopos.
Fixem bem estas imagens e as consequências de actos irreflectidos e irresponsáveis. Estes actos degradam a nossa região, degradam e destroem valores paisagísticos essenciais (tendo inclusivamente impactos económicos negativos). É isto que está em causa!



Indo agora ao que me fez elaborar este comentário, no concreto, pretendo denunciar mais um caso de geovandalismo, perpetrado por adeptos irresponsáveis do todo-o-terreno. Isto, e mais uma vez, na Cumeeira, Penela. A novidade desta vez é que além de vândalos, são porcos, pois nem se dão ao trabalho de recolher as fitas de uma prova realizada há uns tempos (não sei quando foi...). Como é um local ermo, ninguém reparou na coisa, mas, e para seu azar, passei por lá nos últimos dias.
Para esta gente não há regras, não há respeito pela paisagem da região de Sicó e não há qualquer respeito por uma área que além de bela, tem um importante valor geológico. Esta área deveria ter um estatuto de protecção especial, fosse pela sua inclusão na RN2000 e/ou classificação a nível municipal (geosítio). Com tanto trilho espectacular e esta gente vai para onde não deve, faz o que não deve e literalmente manda à fava tudo aquilo que é importante.
Não tenho palavras para descrever o quanto furioso estou com esta gente, com pessoal que não sabe estar e não se importa com valores fundamentais, uns do seu conhecimento, outros desconhecidos. Reina a iliteracia cultural, urge trabalhar a vertente da educação cívica e ambiental, coisa que esta gente manifestamente não sabe o que é.
Cambada de irresponsáveis...




Para que consta, muito brevemente procederei à limpeza das fitas, pois a região merece!

Sem comentários: