quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Os negócios também se fazem de bicicleta, sabiam?


No mês passado fui novamente a mais um evento no centro de negócios. Mais uma vez fui de bicicleta e mais uma vez não encontrei nenhum estacionamento para bicicletas, daí ter sido obrigado a prender a bina a uma árvore, facto que, claramente, prejudica a imagem do centro de negócios de Ansião. Sim, eu sei que a bicicleta não é nenhuma topo de gama, mas afinal isso não é relevante. Esta, da foto, é a minha histórica, tendo eu mais duas, uma desdobrável e outra para o monte.
Não sei qual é a realidade de outros centros de negócios da região, no entanto sei qual é a realidade de alguns quantos centros de negócios espalhados pelo país e também fora de portas. 
Falando nos melhores centros de negócios, todos eles têm estacionamento para bicicletas. O motivo é simples, afinal os negócios também se fazem de bicicleta. Eu sei que nesta região o preconceito para com a bicicleta ainda subsiste, no entanto este tem de ser ultrapassado.
Quem anda de bicicleta ainda é visto, muitas vezes, como o coitadinho que anda em duas rodas porque não tem dinheiro, no entanto há muitos empresários que também andam de bicicleta e não apenas por mero lazer. Vivemos ainda numa época onde a aparência é, para muitos, tudo. Andar de bicicleta é uma forma de estar na vida, portanto nada mais natural do que haver estacionamentos para bicicleta em locais estratégicos. Na vila de Ansião existem apenas dois estacionamentos para bicicletas. O primeiro foi construído pelos Bombeiros Voluntários de Ansião, para os seus voluntários deixarem as bicicletas durante o serviço. O segundo foi feito no decorrer de um parque de estacionamento, mandado construir pela Câmara Municipal de Ansião. Neste último a sua localização deixa tudo a desejar, pois este estacionamento foi feito ao lado dos caixotes do lixo, quase que apenas para encher aquele espaço indesejado por todos.
Fica então o alerta para o que eu considero um problema, ou seja a falta de estacionamento para bicicletas no Centro de Negócios de Ansião, mas não só, pois há que perceber igualmente qual é a realidade por exemplo em Pombal, Penela, Soure, Alvaiázere, Condeixa, entre outros.

Sem comentários: