sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Queimar para reinar: retaliação cobarde na Serra de Alvaiázere?



Foi o triste culminar de uma das semanas mais complicadas que tive em termos combate em incêndios florestais. Depois de ter estado 3 dias e 2 noites nos incêndios de Pombal/Ourém e Alvaiázere (Maçãs D. Maria) eis que surgiu um incêndio na Serra de Alvaiázere.
Quando me telefonaram, a pedir disponibilidade para estar de reforço no quartel, nem queria acreditar, a  bela Serra de Alvaiázere estava em chamas. Confesso que me emocionei, já que se já é difícil aceitar que algo esteja a arder, mais difícil é aceitar que algo tão belo esteja sujeito a este drama anual que são os incêndios florestais. Trabalhei muito em prol da Serra de Alvaiázere, daí a proximidade perante a mesma me afectar ainda mais. Mas desenganem-se, não irei esmorecer, já que a Natureza irá curar as suas feridas!
Estava para falar desta questão dos incêndios, já que há semanas atrás surgiu um outro incêndio muito suspeito a Sul da Serra de Alvaiázere, o qual sinceramente me parece que teve intuitos bem definidos. Não esperava agora que fosse a Serra de Alvaiázere a começar a arder, muito embora fosse algo que sempre tivesse receio, já que alguém eventualmente poderia retaliar desta forma perante a minha luta em prol desta área em particular.
Ontem foi então um dia em que muito pensei, já que há factos que importa agora trazer a público. Na quarta-feira, dia 5 de Outubro, andei praticamente o dia todo com uma equipa de filmagem, de forma a retratar várias questões polémicas associadas à Serra de Alvaiázere. A reportagem será emitida nas próximas semanas (irei anunciar aqui no azinheiragate), no programa Biosfera, da RTP2.
Durante esse dia, fomos "vigiados" por algumas "pessoas", as quais ficaram francamente incomodadas com o facto de eu estar a falar perante uma câmara. Uma delas, passou pateticamente perante nós, num carro, a uns 10 à hora, tendo voltado momentos depois, sempre a olhar para nós de forma intimidatória. Pararam a escassos metros dos nossos carros, fingindo que iam ver uma vinha que nem sequer era deles... 
Eis que no dia seguinte à reportagem, surge um incêndio, precisamente na Serra de Alvaiázere, será coincidência? Não me parece, parece-me sim que possivelmente alguém terá mandado incendiar a Serra de Alvaiázere, numa atitude típica de quem pensa que a Serra é sua coutada. É uma atitude tipo "se a serra não é para mim, então não é para ninguém", a qual confirma tudo aquilo que sempre disse sobre interesses corruptos que pairam sobre este território. Será, na minha opinião, uma atitude de retaliação, a qual mostra que há gente que é capaz de tudo, mas mesmo tudo, para conseguir o que pretende. Aposto que esta gentalha ainda irá vitimizar-se, aproveitando uma tragédia a seu favor, mesmo que seja a culpada pela mesma. É repugnante que haja gente com esta mentalidade em pleno século XXI.
Embora não fosse difícil de imaginar, e pelo que me informaram, este incêndio teve mesmo origem criminosa, portanto o puzzle não será impossível de montar. Quem meteu este incêndio infelizmente sabia o que fazia, já que o ponto de ignição foi realmente estratégico.
Espero que a Judiciária consiga apanhar o pirómano, bem como o seu eventual mandante. Não sou adepto de teorias da conspiração, mas que aqui há gato há...
Não me vou alongar muito mais, já que o cansaço de uma semana dura ainda se manifesta em mim, quero apenas terminar apelando a que todos se mexam para acabar com este drama que são os incêndios. Eu já faço o meu papel há muitos anos e de variadas formas, é duro, é arriscado, mas vale a pena arriscar a vida pela floresta, pelos nossos bens e por todos nós, cidadãos de Portugal!
Finalizo apenas com um pedido, o de que divulguem a sete ventos esta questão que agora retratei.



4 comentários:

Kão Vadio disse...

Daquilo que conheço dessa terra, dá para perceber que é um dos sítios deste país onde o poder feudal está bem enraizado.
Portanto....tudo é possível

João Paulo Forte disse...

175 hectares de área ardida, foi quanto infelizmente acabou por se perder nesta tragédia que foi mais este incêndio...

OLima disse...

Há que denunciar estes crimes de lesa natura.
http://onda7.blogspot.pt/2012/09/queimar-para-reinar.html

OLima disse...

Força aí, João.
http://onda7.blogspot.pt/2012/10/italianos-compraram-mais-bicicletas.html