terça-feira, 14 de junho de 2016

5000 metros de desnível?! Exige-se um bocadinho de mais atenção...


Mais uma vez tenho de voltar ao tema dos painéis informativos na região de Sicó. Mais uma vez detecto um erro grave...
Foi há poucas semanas, no decorrer de uma pequena caminhada à beira do rio Nabão, que me deparei com um erro crasso, o qual demonstra uma falta de atenção que não deveria acontecer a este nível. Quando se elabora um painel deste género, uma das coisas básicas que importa fazer, antes de mandar para a gráfica, é pedir uma revisão do mesmo a terceiros, obviamente por quem saiba do tema. Quando isso não acontece, há uma elevada probabilidade de acontecer o que se vê na segunda imagem. Há desatenções que podem colocar em causa a imagem das várias entidades afectas ao painel.
Ainda há poucos meses pediram-me uma revisão de alguns painéis, com conteúdos científicos, e fiz questão de investir uns largos minutos a analisar. Detectei ligeiras imprecisões, normais no processo, e as mesmas foram corrigidas. Fiz sugestões e as mesmas foram tomadas em conta. Fiz aquilo porque gosto de ajudar a minha região e pessoas de valor envolvidas em projectos meritórios. Nem sequer se colocou sequer a vertente financeira, pois é um tipo de trabalho que costuma ser feito de forma gratuita.
Mas neste caso nem é um painel eminentemente científico, o que torna o erro ainda mais fácil de evitar. Contudo nem isso fez com que o que deveria ter sido feito fosse efectivamente feito, ou seja uma revisão dos conteúdos. Caso tivesse sido feita uma revisão, facilmente se teria chegado á conclusão que o desnível em causa não passa dos 600 metros, já que a cota máxima registada no Maciço de Sicó é de 618 metros (Serra de Alvaiázere). E se é desnível acumulado, então porque é que não se resolveu o problema simplesmente dizendo que é desnível acumulado? Confuso, muito confuso...



1 comentário:

Paulo Reis disse...

Talvez porque infelizmente quem escreveu e quem devia ter verificado o texto nunca a fez nem a pé nem de bicicleta. Alias nem essa rota nem outras senão teria dado pelo erro.