terça-feira, 10 de julho de 2018

Um livro por semana nem sabes como a barraca abana!

É um título chamativo e a intenção é mesmo essa, provocar o interesse pela leitura... Volto então às sugestões de leitura, de forma a vos espicaçar para este belo passatempo que é ler livros. E que tal começarem a pegar num livro e ir para os jardins devorar letras, palavras, frases e parágrafos? Há que aproveitar o bom tempo...
Este primeiro livro, do genial Jared Diamond, descobri-o por acaso numa livraria, e logo a muito bom preço. Nem foi preciso pensar muito e é mais um para a minha biblioteca pessoal.


É o primeiro livro que tenho deste autor, João César das Neves. Dei uma olhadela, na transversal, de forma a perceber se seria interessante. Percebi que sim e foi mesmo esta a minha escolha aquando da feira do livro de Ansião, há poucas semanas.


Quem me conhece, sabe que gosto de várias temáticas, sendo que as cidades e tudo o que se relaciona com elas se inclui nos meus interesses. Quando me deparei com estes dois livros de Charles Landry, dei uma olhadela e assim já vou ler sobre outras perspectivas sobre o espaço urbano. Nada a perder, tudo a ganhar.



Esta revista foi uma bela descoberta. Há poucos dias desloquei-me à Polónia, de forma a participar num congresso sobre património geológico e geoconservação. Já no último dia por aqueles lados, visitei uma livraria e deparei-me com este número desta revista. Bastaram poucos segundos para me decidir pela compra. Novas perspectivas que só enriquecem quem ousa ler coisas novas. Na viagem li dois dos artigos e confesso que adorei... 


Que dizer? National Geographic Portugal, em bom português. Leitura mensal que recomendo vivamente. Esta revista mudou o mundo para melhor!


Leitor desde o primeiro número, continuo a recomendar a Smart Cities portuguesa. Conteúdos de qualidade, que não só informam como ajudam a mudar mentalidades e paradigmas. Em bom português, claro! Desde este ano que alguns podem dizer que sou suspeito para sugerir esta publicação, já que por duas vezes escrevi conteúdos para esta revista, contudo, e como não recebo nada por isso, não me considero suspeito.


Sem comentários: