segunda-feira, 19 de março de 2018

8 anos depois do Limpar Portugal: sucesso ou insucesso?


Faz amanhã, dia 20 de Março que passam 8 anos da iniciativa Limpar Portugal. Na região de Sicó foram centenas de pessoas que meteram mãos à obra por uma causa nobre. Ansião portou-se muito bem e só a chuva perturbou a festa. Para mim, enquanto coordenador concelhio desta iniciativa, foi uma honra trabalhar neste projecto. Muito trabalho (2 meses de trabalho diário e voluntário) e muito orgulho pelo que, em conjunto, conseguimos fazer em Ansião. Só mesmo a chuva e a tentativa de politização por parte do antigo presidente da Junta do Avelar, Alfredo Moreira, afectaram esta iniciativa. Felizmente que mesmo assim se fez muito nesse dia mágico, onde adultos e crianças foram à caça do lixo.
Nos anos seguintes surgiu uma outra iniciativa, decorrente do Limpar Portugal, mas a nível municipal, pela mão da Câmara Municipal de Ansião. Este ano parece que vai ter continuidade. Uma outra novidade é que o Limpar Portugal vai voltar este ano, mais concretamente a 15 de Setembro, para comemorar os 10 anos desta iniciativa, que teve a sua origem na Estónia. Por isso comecem a organizar-se e a detectar lixeiras para limpar. Eu não poderei assumir o papel que assumi há 8 anos, contudo poderei ajudar no que me for possível.
Após estes anos há que reflectir sobre o que mudou. Se é certo que o Limpar Portugal teve um impacto excepcional, também é certo que os nossos amigos porcalhões continuam a fazer das suas, já que o lixo continua. Não fiz nenhuma análise que mostre quantas lixeiras continuam a existir, sei apenas que continuo a ver locais onde os porcalhões vão deitar/abandonar lixo. 1 ano após o Limpar Portugal 2010, e a pedido da Lusa, fui a alguns dos locais onde 1 ano antes tínhamos estado. Nessa altura vi que já tinham surgido novas lixeiras ao pé de antigas lixeiras. Como na altura dizíamos, lixo atrai lixo...
O cenário continua a ser negro e nem precisamos de ir longe para ver lixo. Basta ver as bermas das estradas para perceber o estado actual das coisas.
Se vale a pena insistir no Limpar Portugal? Claramente que sim, já que além de se limpar, sensibiliza-se uma percentagem significativa da população. Julgo que actualmente as pessoas estão mais sensibilizadas do que há 8 anos, por isso há que voltar à carga! O desafio está lançado...

Sem comentários: