segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Um misto de orgulho e decepção...

Antes de mais, um enorme obrigado a todas as pessoas e entidades envolvidas na fabricação destes extraordinários embaixadores de Ansião e da própria região de Sicó, onde Ansião se insere. Os meus parabéns! Fiquei muito orgulhoso do que vi, pois tratou-se nada mais nada menos do que a nata da cultura deste belo concelho. Quem não teve a oportunidade de ir ver, e depois de ver estas imagens, deverá ficar um bocado roído de inveja...
Carros muito bem conseguidos, alguns particularmente originais, algo que nem sempre é fácil, mas um excelente conjunto de carros. Não querendo parecer injusto, e havendo vencedor, para mim seria a ALN (Netos) a ganhar, dada a originalidade do carro.
Mas eis uma amostra do que quem foi a Ansião pode ver. Eis o que cada um de nós, que lá foi, pôde ver, interagindo com os actores escalados para os carros, que fizeram um belo papel.











Mas agora vamos à parte da decepção. O dia escolhido para o cortejo foi desastroso. Fiquei tremendamente consternado ao constatar o reduzido número de pessoas que assistiram ao cortejo. Há poucos anos, eram milhares de pessoas a assistir, não se conseguindo sequer entrar na parte central, na zona da Câmara Municipal. No dia do cortejo eram poucas centenas de pessoas. Sábado foi um mau dia para o desfile, bem como a hora escolhida. Domingo deveria ter sido o dia escolhido, tal como costumava ser. Foram várias as pessoas apanhadas de surpresa com esta mudança...
Além disso falhou a divulgação do cortejo, pois só por si este traria milhares de pessoas ao cortejo. É precisamente isto, algo diferenciador e representativo da cultura local, que os visitantes procuram. Espero que daqui a 2 anos esta questão não volte a falhar.
Quanto às festas do concelho, quem entrasse em Ansião e não fosse para o lado da câmara municipal, não iria perceber que estavam a ocorrer as festas, algo de incompreensível, ainda mais tendo eu lido uma entrevista de Rui Rocha, ao Jornal de Leiria, onde ele fala ( e bem) na Marca Ansião, que falhou redondamente este fim-de-semana. Espero que algumas lições sejam aprendidas.
Na parte dos expositores, houve também algumas falhas. Não me parece que misturar as coisas resulte. Os stands deveriam ter sido devidamente agrupados pelas diferentes temáticas. Tal como estava não resultou muito bem. É outro pormenor que pode e deve ser repensado. Algo de positivo foi não ver os stands dos "marroquinos" que nada têm a ver com estas festas.
E já agora um pormenor que importa referir. Na exposição de fotografia "Olhar Ansião 2016", já agora, povoada com várias boas fotografias, houve uma falha grave no meu entender, ainda mais sendo um concurso com prémios monetários. Nada impedia que uma pessoa votasse 50 vezes na mesma fotografia, pois não havia controle algum. Esta questão tem de ser corrigida na próxima edição... No que me toca, votei na fotografia do latoeiro, que me pareceu uma excelente fotografia e diferenciadora.
Já agora, já irrita ver ano após ano as mesmas fotos do moinho da Serra da Portela, em Pousaflores. Havendo tanto património será que não poderemos ser mais originais?

2 comentários:

David Rodrigues disse...

Tem razão em tudo o que diz mas para não parecer injusto como afirma, lembro que os carros eram doze e do postou fotos de dez. Apenas um reparo.

João Paulo Forte disse...

Caro David Rodrigues, agradeço o reparo que fez. Quando eu cheguei já o desfile tinha começado e entre um lado e o outro (Câmara e mata municipal), dois deles passaram-me ao lado. Tirei fotografias a todos os carros que vi e, eventualmente, os dois que faltam não estiveram parados na rua do campo da mata, daí eu não ter tirado fotos dos mesmos. Irei rever as fotografias presentes noutros blogues/sites para ver o que me passou ao lado. Os meus cumprimentos.