sábado, 14 de maio de 2016

Toca a limpar os dejectos sff!


Foi esta escorrência que me chamou a atenção quando por ali passava. Prendida a atenção, vi aquelas ervas fartas e percebi o que aquilo era. Não fiquei surpreendido, tendo em conta que naquela área, já ocorreram casos bem curiosos à luz do ordenamento do território, caso de violação do PDM (primeira geração) e violação da Rede Natura 2000. Onde é? Moinho das Moitas, Ansião, na estrada que segue para a Fonte Galega, a escassos 300 metros da antiga Intercer. Trata-se de um local onde uma empresa deposita estrume de frangos, de forma ilegal. São várias toneladas de estrume que ali costumam ser depositadas, facto que passa ao lado de quem por ali passa. A poluição, nomeadamente os lexiviados, infiltra-se rapidamente no subsolo e em poucas horas chega ao aquífero. 
Esta situação é apenas mais uma de outras mais, mas desta vez apetece-me ser pedagógico. Assim sendo, sugiro à empresa que cometeu esta ilegalidade, que limpe o local no espaço até ao final do mês. Se até lá a situação estiver resolvida, não farei queixa. Caso o local continue assim, irei tomar as medidas necessárias para que a situação seja resolvida de vez. Só uma sugestão, quando digo resolver não é relocalizar o que se vê na foto. O aquífero dos Olhos de Água não precisa de ser ainda mais poluído. Cumprir as regras não é uma questão de vontade, mas sim de obrigatoriedade. E além disso, ninguém está acima da lei, sejam eles familiares ou não.
Fica a dica e a promessa que irei monitorizar esta e outras situações, a bem do ordenamento do território e da saúde pública.
Porque procedi desta forma? Simples, a visibilidade que estou a dar a este caso terá mais impacto que uma possível multa e será claramente mais pedagógica. Esta visibilidade significa que a comunidade vai estar atenta e fica a conhecer algo que lhe pode passar ao lado, tal como me aconteceu até há 3 semanas. 

Sem comentários: