segunda-feira, 27 de abril de 2015

Paisagens do abandono: A Sicó do esquecimento

Calcorrear a bela região de Sicó é algo que vale mesmo a pena. Ao longo dos últimos anos, e milhares de fotografias depois, posso dizer que já tenho um espólio interessante de fotografias não menos interessantes. Não falo daquelas fotografias vistosas, que também as tenho, mas sim daquelas fotografias que nos fazem reflectir sobre o abandono de uma região, sobre o esquecimento do património e de muitos outros objectos, que não sendo património, servem perfeitamente para ilustrar um comentário sobre a temática patrimonial.
Vejo a fotografia como algo de belo, mas não me considero sequer um fotógrafo. Gosto apenas de tirar fotografias, mas sem perder muito tempo com aspectos muito técnicos. Detectar, observar e registar o momento. Para mim tem mais valor uma fotografia sobre um aspecto peculiar, tirada de um ângulo menos vulgar, do que uma fotografia XPTo sem alma, embora possa ser obviamente bonita.




Poderiam ser muitas mais fotografias de carros esquecidos no tempo e na memória, mas penso que estes 3 já dão que pensar. Cada um deles dista vários km um do outro, sendo que, e por ordem, o mini foi esquecido em Ansião, o BMW em Penela e o Carocha em Alvaiázere.
Mais do que continuar a escrever, prefiro sim ficar por aqui e convidar-vos a pensar sobre o significado destas fotografias...

Sem comentários: