segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Quem anda a desviar os peregrinos de Santiago?!



Primeiro fui avisado por alvaiazerenses indignados, depois por pombalenses e desta forma tive mesmo de ir ver com os meus olhos. Não foi nada que me surpreendesse, pois naquele território tudo é possível acontecer e cada coisa consegue ser pior do que a outra.
Mais recentemente falei directamente com alguns peregrinos do Caminho de Santiago, de forma a perceber o que se passava. Descobri que é um problema que já se passa noutros locais, mas agora o problema surgiu também na região de Sicó, logo onde reina a chico-espertice de alguns iluminados, que pensam que de forma impune podem andar a pintar setas amarelas, que nem freak show, onde não existe Caminho de Santiago, enganando assim vários peregrinos de Santiago. Importa salientar que várias setas foram pintadas onde não existe Caminho de Santiago, o que representa uma inaceitável falta de ética.
Tenho a sorte de já ter falado com centenas de peregrinos do Caminho de Santiago, das mais variadas nacionalidades e idades, que passam pela região de Sicó, concretamente por Ansião. Conviver com estas pessoas é de uma riqueza assinalável, isso vos posso garantir.
Nos últimos anos o Caminho de Santiago começou a ser muito falado por muitos de nós. O volume de peregrinos tem sido maior, devido, entre outros, à saturação do caminho espanhol e francês. O problema é que isto tem levado a que alguns oportunistas tenham vindo a imiscuir-se de forma pouco honesta nesta questão, concretamente desvirtuando partes do Caminho de Santiago com vista a que os peregrinos sejam direccionados para lojas, alojamentos e afins. Lamentável!
Voltando atrás no tempo, há poucos meses atrás, vários peregrinos de Santiago, vindos de Caxarias, têm saído do trilho por eles previamente estabelecido, o que tem causado muitas chatices e enganos a quem por aqui passa. Isto começou a acontecer porque alguém andou a pintar setas amarelas num ponto chave (Bofinho), em direcção à Vila de Alvaiázere, desviando assim os peregrinos do seu trajecto. Pintaram setas de forma inaceitável. Há que dizer com frontalidade que os peregrinos estão a ser enganados/desviados com um fim económico, restando agora apurar as responsabilidades.
De forma não oficial já sei quem foi, pois já o disseram a um jornalista, e logo de forma descarada, sem pensar nas consequências e na má fama que isso pode dar ao Caminho de Santiago num dos seus mais belos sectores.
São poucos os peregrinos que fazem o Caminho de Tomar a Alvaiázere (Caminho Português). Ainda há poucas semanas um peregrino português me disse que nunca mais o faz, preferindo sim a vinda por Caixarias, sem passar pela Vila de Alvaiázere. É este sector que está a ser "atacado", é por aqui que passa a maioria dos peregrinos. Muitos preferem não fazer o Caminho Português de Santiago, no troço Tomar-Alvaiázere e, infelizmente, há quem não queira respeitar isso e desrespeite quem prefere fazer um troço desviado da Vila de Alvaiázere.
Irei alertar os fóruns de peregrinos para este engano, de forma a que os peregrinos não fiquem com uma má imagem da região de Sicó, ou pelo menos de alguns sectores da mesma. Há que debater amplamente este problema, a bem do Caminho de Santiago e da nossa região.


Sem comentários: