terça-feira, 19 de agosto de 2014

A alminha do Santo Gnomo




O poder político pensa que consegue comprar as pessoas, o que em termos genéricos até corresponde à verdade. No entanto, e por vezes, há pessoas que têm reacções geniais perante a patetice política. Num mês onde o mais importante é descansar, eis que vos trago um daqueles episódios reais que vos pode ajudar a alegrar o dia.
O poder político utiliza muitas armas poderosas para chegar onde quer. A religião é uma dessas armas, utilizada já há vários séculos. Quando se misturam ambos, o resultado nunca pode ser bom...
Indo então ao cerne da questão, o poder político pensa que pode comprar as pessoas com "boas acções" tais como a construção de uma alminha. No entanto há pessoas que pensam, reflectem e agem perante estas afrontas. O que se vê nestas duas fotografias é o que seria uma alminha, mas que o povo não deixou ser. Além de não aceitarem este suborno, tiveram uma ideia genial, a de colocar um gnomo no local onde seria expectável estar um santo qualquer. Antes deste gnomo, e numa fase inicial esteve por ali uma garrafa de cerveja.
É um gesto sublime, mas cheio de substância, que pretendo trazer ao vosso conhecimento. Onde é? Poderia ser num qualquer lugar da região de Sicó ou mesmo de Portugal, mas curiosamente, ou não, situa-se em Alvaiázere. E esta, hein?



1 comentário:

Vitor Lopes disse...

Já és conhecido, até que ficas-te parecido, um nariz de palhaço e ficava igual. Muito bom mesmo.

P.S. A tua liberdade de expressão mas depois não deixar responder em anónimo é fascinante, isto para não falar dos comentários não aprovados, estas lá.