quarta-feira, 13 de junho de 2012

Um colossal equívoco geográfico

Este é daqueles casos que não poderia de forma alguma deixar passar em branco, já que afinal é um colossal equívoco geográfico. Começo então pelo cerne da questão:

"O AXtrail®series 2012

Circuito de trail running nas Aldeias do Xisto

Em 2012 o AXtrail®series soma a sua 5ª edição e novidades não vão faltar... combinámos o melhor dos percursos anteriores com novos trilhos, desafiamos-te a aperfeiçoar a técnica de corrida em montanha com alguns dos melhores atletas nacionais e internacionais num Trail Running Camp e ainda a participar no Ultra trail das Aldeias do Xisto. Para os caminheiros prometemos, novos percursos e o tão apreciado acompanhamento e interpretação dos nossos guias.
Na #01 serie voltamos às Aldeias do Xisto de Ferraria de S. João e Casal de S. Simão, para mais uma prova memorável ao longo da Ribeira de Alge e Ribeira da Ferraria. Em Junho, é a vez da Serra de Alvaiázere o receber numa prova de vistas amplas, realizada ao entardecer e que tem como principais trunfos os aromas e panorâmicas da Serra, e que o pode surpreender com um pôr-do-sol fascinante.
Em Setembro organizamos pela primeira vez um Trail Running Camp, com o objectivo de promover a técnica de corrida em trail, a troca de experiências e o convívio entre atletas. As inscrições são limitadas, não perca!
Guardamos o maior e mais aliciante desafio para o encerramento do circuito. Se gostaste do K42 Portugal, não percas o Ultra Trail das Aldeias do Xisto (UTAX), a Serra da Lousã ainda tem muito para mostrar...."
Fonte: http://www.axtrail.go-outdoor.pt/
Para os mais desatentos este texto pode parecer normal, no entanto há aqui um notável equívoco geográfico. Sendo um circuito de trail running, que ocorre nas Aldeias do Xisto, que faz ali o trail Serra de Alvaiázere? A serra de Alvaiázere é uma serra calcária, daí este colossal erro. Se me dissessem que era um trail das Aldeias do Carso, até aí tudo bem, agora um trail running das Aldeias do Xisto em plena serra calcária? É um erro elementar, no entanto até é apoiado por entidades oficiais, precisamente aquelas que têm maiores responsabilidades e que deveriam chamar à atenção quem promove o equívoco territorial. Importa referenciar também que este é um péssimo exemplo de marketing territorial, onde se compra uma coisa que afinal não o é. Sicó fica a perder com este equívoco territorial, bem como a própria Marca Aldeias do Xisto, já que, quanto a mim, utilizou-se uma Marca de forma indevida. Se quiserem promover provas deste género no carso é simples, enquadrem-nas na Marca Aldeias do Carso, Marca esta que ainda não existe, por mais absurdo que possa parecer...
Outro pormenor que me intriga é a posição da Câmara Municipal de Alvaiázere, a qual até tem estado a trabalhar na questão das Aldeias de Xisto. Como se explica que esta autarquia, tendo duas aldeias situadas em Maçãs de D. Maria, esteja a potenciar este equívoco territorial? Porque não se promoveu esta prova no seu devido lugar? Mais uma vez Tito Morgado mostra que o seu conhecimento sobre o território que (des)governa é muito limitado e supérfluo, é a minha simples e humilde opinião de geógrafo.
Lamento que de todas as entidades que deveriam defender Sicó, do ponto de vista do marketing territorial, nenhuma o fez. É por estas e por outras que Sicó está como está. Este episódio irá sem dúvida alguma para o álbum dos episódios mais caricatos em termos de marketing territorial em Sicó.
Pessoalmente gosto muito de fazer este tipo de provas (apenas recentemente experimentei esta vertente do atletismo, depois de 14 anos de provas de estrada...), e só não fui a este trail porque senti-me enganado em termos geográficos. Isto além de ter ficado triste por ver que isto ocorreu numa serra que tanto me diz. Factos do Portugal e Sicó reais...
Quanto à empresa que promoveu esta prova, fica uma sugestão, que crie ela própria a Marca Aldeias do Carso, coisa que os sabichões que (des)governam Sicó ainda não se deram ao trabalho de fazer. Irá ver que é algo com potencial...

Sem comentários: