sábado, 25 de junho de 2011

Birdwatching na região de Sicó



Lembram-se daquele episódio dos Gralhos, há semanas atrás, onde era feita uma referência ao birdwatching? Caso não se lembrem, é fácil, basta procurar que facilmente chegam lá. Caso se lembrem, a referência ao birdwatching não foi por mero acaso, foi sim um estímulo pedagógico para pensarem um bocado sobre o assunto, levando-vos a pesquisar sobre o mesmo.
Apesar de já ter alguns livros sobre aves, na minha biblioteca, ainda não tive a possibilidade de participar numa actividade formal de birdwatching, ou observação de aves. Apesar deste facto, o meu interesse tem crescido nos últimos anos, levando a que já tenha falado com um amigo meu, o qual faz de guia nesta interessante actividade que é a observação de aves. Falei com ele porque pensei em organizar uma actividade aqui na região de Sicó, infelizmente até agora não o foi possível, mas mesmo assim não desisto em, talvez no próximo ano, tentar organizar uma iniciativa que vise a observação de aves.
Sei que há algum potencial turístico, na região de Sicó, associado à observação de aves, isto através de algumas conversas com quem mais sabe, pois eu sou apenas um curioso como muitos dos que estão a ler este mesmo comentário.
Por falar em curiosidades:

http://www.avesdeportugal.info/sitsico.html

http://birdwatching.spea.pt/

http://www.birdlife.org/

A observação de aves é um segmento turístico que representa um valioso recurso, o qual significa muitas divisas para as regiões onde existe o birdwatching. Em 2010 estive num destes locais de birdwatching, onde havia infraestruturas próprias, perto de Almería, em Espanha (na foto acima). Já em 2007 tinha estado num outro país (Ilha de Lesbos, Grécia), onde a observação de aves representa centenas de milhares de euros para a economia regional, foi talvez aí que comecei a interessar-me mais pela observação de aves.
No caso da região de Sicó, esta actividade pode ser mais um complemento às actividades turísticas (muito incipientes...) que já ocorrem nesta mesma região, não sendo portanto algo a menosprezar. Hoje em dia já consigo ver mais aves como é o caso das águias, animais extremamente belos, é uma sensação fantástica ir de bicicleta pela floresta e de repente depararmo-nos com uma destas aves ali bem ao nosso lado, a descansar numa qualquer árvore.
Felizmente que muitos dos caçadores retrógados que assassinavam estas e outras aves, na região de Sicó, já tiveram mesmo de se reformar, no entanto sei que ainda há alguns no activo, que no intuito de combater a frustração pessoal, vingam-se nas aves, demonstrando uma cobardia patética, fruto de uma mentalidade retrógada e machista que vem de tempos imemoriais...
Voltarei a falar sobre a questão da observação de aves, para já fica então esta breve nota.

Sem comentários: