sábado, 2 de janeiro de 2010

Ano Internacional da Biodiversidade na região de Sicó

Antes de mais um bom ano de 2010!
Começo desta forma o ano de 2010, ano de grandes desafios profissionais em que continuarei a pugnar pelo património da região de Sicó, doa a quem doer.
Este é o Ano Internacional da Biodiversidade e, por isso, nada melhor do que começar o ano a falar genéricamente de um tema tão importante para esta região. Por culpa própria não lhe tenho dado o devido valor, resta-me tentar recuperar o tempo perdido neste domínio, tentando dar voz a uma das principais potencialidades desta região, a biodiversidade.
Não vou definir a palavra em si, já que com uma breve pequisa no google conseguem lá chegar, vou sim falar sobre a Rede Natura 2000, mais especificamente sobre o sítio Sicó/Alvaiázere, área de reconhecido valor que abrange parte da área territorial dos concelhos de Tomar, Ourém, Ferreira do Zêzere, Alvaiázere, Ansião, Pombal, Soure e Penela.
Quando digo que é uma área de reconhecido valor, falo de quem efectivamente sabe desta matéria, não incluo aqui as Câmaras Municipais com responsabilidades porque efectivamente elas pouco ou nada têm feito para potenciar este valoroso recurso. É comum ouvirmos dizer os autarcas que a Rede Natura 2000 é um entrave ao desenvolvimento, mas afirmações como estas apenas mostram uma profunda iliteracia cultural, pois se a Rede Natura 2000 deve-se à existência de valores naturais como é que esta pode ser um entrave ao desenvolvimento?! Noutros países a Rede Natura 2000 é um eixo de desenvolvimento, mas em Portugal.... não, porque será, já pensaram nisso?!
Em 2009 li uma afirmação de um ex autarca da região de Sicó que me deixou perplexo, o qual referiu que a Rede Natura 2000 lhe tinha sido imposta por decreto. O que este ex autarca não disse foi que só depois dos autarcas da região (onde se inclui ele) terem assinado o respectivo documento é que o Sítio Sicó/Alvaiázere foi criado.
O problema foi "apenas" um, foi-lhes prometido fundos que nunca vieram, por isso é que eles concordaram. Desde então têm feito afirmações que apenas fazem com que as pessoas desta região ganhem algum "rancor" pelo facto da Rede Natura 2000 supostamente impedir o desenvolvimento da região.

Base cartográfica: CAOP/ICNB

A Rede Natura 2000, bem como todos os valores naturais a ela associados, têm apenas tido insucesso porque os autarcas da região não sabem trabalhar e/ou porque não têm competência para administrar um território muito valioso em termos de biodiversidade (além de todos os outros valores naturais associados, nomeadamente a geodiversidade). Pesquisem os sites das respectivas autarquias e vejam quantas efectivamente publicitam ou gerem de alguma forma a área afecta à Rede Natura 2000. Depois disso compreenderão melhor o porquê do insucesso desta área priveligiada em termos de biodiversidade.
O ICNB (Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade) também tem falhado redondamente nas suas responsabilidades, não por culpa própria, mas sim pelo enfraquecimento que tem sido alvo por parte do poder político a nível nacional. "Ferido de morte", este organismo pouco ou nada pode fazer para reverter a triste realidade que temos vindo a assistir, não tendo meios humanos nem materiais para trabalhar neste domínio. Pena é, porque há gente competente neste organismo que infelizmente é "amordaçada" pelo poder político corrupto que todos conhecemos. Infelizmente poucos o tentam parar...
Sei até de um autarca que há poucos meses contratou uma empresa do ramo, para tentar gerir a Rede Natura 2000 do "seu" município, quando essa competência é afinal do ICNB (relativamente à gestão do Sítio Sicó/Alvaiázere a gestão é centralizada a partir de Rio Maior). Resta saber se essa empresa é de alguém seu amigo e servirá para encaixar no seu bolso alguns milhares, através de favorecimentos, algo que já não será a primeira vez que acontece, mas sim um hábito muito comum.
Não me vou alongar muito mais, vou apenas prometer que este será um tema forte para 2010, há muito para falar sobre a biodiversidade e a Rede Natura 2000 na região de Sicó, esta foi apenas uma primeira "achega"...
Estou sinceramente na expectativa sobre o que as autarquias da região de Sicó irão fazer para festejar e promover este Ano Internacional da Biodiversidade, afinal a nossa região é um berçário da biodiversidade!

Sem comentários: