terça-feira, 1 de dezembro de 2009

A cegonha teimosa de Pombal....

Sou apenas um dos muitos que conhecem, de vista, esta bela ave, mas infelizmente sou dos poucos que a pode tentar ajudar a dar-se a conhecer, ajudando não só esta espécie, mas também alertando para os problemas que as aves têm também nesta região.
É teimosa e ainda bem que assim é esta cegonha, muitos pombalenses a conhecem, além claro que muitos dos que ficam por breves minutos à espera de apanhar o comboio na estação de Pombal. Há também aqueles mais atentos que do IC2 a conseguem observar num breve momento de passagem por aquele local.
Não me lembro há quantos anos ela ali anda, mas desde que me lembro ela ali está, fico muito feliz por ter a oportunidade de ver os anos passar e ela continuar ali a acasalar e ter mais uma cria, algo de fácil de ver quando o macho por ali anda. Há duas semanas, estava eu prestes a apanhar o comboio para o Porto, lembrei-me que tinha os meus binóculos na mochila, tirei-os e vi este belo espécime ainda de mais perto, foi realmente muito entusiasmante, confesso.
Esta "conversa toda" não é para vos fazer perder tempo, é sim para vos fazer reflectir sobre qual afinal o respeito que muitos de nós temos por espécies de aves tão belas, que se mantêm em locais como este, as quais assistem a tanta asneira que fazemos, ficando teimosamente nos seus locais predilectos, mesmo que lhes comece a ser desconfortável, poluição, prédios que começam a crescer em locais que não deviam (o autarca de Pombal continua a não querer aprender com os erros do passado que levaram às cheias de 2006...).
Peço, acima de tudo, que reflictam os factos e se lembrem de animais como este, os quais porventura vos conseguem arrancar um sorriso quando olham ao longe para eles....
Quando andarem por Pombal, seja perto da estação seja perto do estádio olhem para cima para as chaminés e vejam se ela lá está, pode estar chuva, sol, mas ela está sempre por lá!
Será que não é tempo de Pombal reconhecer em termos institucionais esta bela ave pela sua persistência e pelos sorrisos que ela arranca a tantos de nós?!
E já agora que falamos das belas aves, será que imaginam o potencial do birdwatching na região de Sicó, bem como o seu impacto no turismo ?! Eu até imagino, já que me conheço pessoalmente especialistas, mas..... pensem nisso, é apenas mais um nicho a explorar (pelo menos enquanto os caçadores não matarem mais águias, milhafres e outros mais...).

Sem comentários: