sábado, 17 de outubro de 2009

Ler para compreender o que nos rodeia

A leitura é algo de útil para todo/as, seja pelo puro prazer seja pelo prazer do conhecimento. No que concerne à temática associada a este blog, é também útil conhecer factos que ajudem a consolidar certos conhecimentos, só assim se consegue ter opiniões devidamente fundamentadas.
Confesso que a leitura era, até ao inicio do ano, algo em que não investia muito, obviamente que excluo aqui as obrigatórias obrigatórias leituras académicas, algo que me fazia deixar de parte a leitura não académica, ou seja livros sobre a temática ambiental que não era "obrigatório" ler. Até ao final de 2008 investia muito nas leituras "académicas", tendo para isso investido bastante na minha biblioteca pessoal, que já vai a chegar aos 100 livros, algo de inimaginável para mim ainda à 9 anos.

Pode parecer um bocado supérflua esta conversa, mas mesmo assim considero que é importante relatar a minha experiência de forma a que alguns de vós comecem a explorar mais este domínio, o da leitura. Desta forma poderão reforçar os vossos conhecimentos de modo a terem juízos de valor que ajudem em muitos casos à protecção do património natural e cultural.

Podia destacar mais alguns livros que li desde o início do ano (apesar de o segundo já o ter lido à mais tempo), mas considero que estes que vos apresento agora são talvez os melhores exemplos para que fiquem a conhecer factos muito importantes. Mesmo eu, apesar de saber alguns dos factos referidos, fico contente em ter a oportunidade de ver sínteses muito boas, como a apresentada no primeiro exemplo que destaco.

Cada um destes livros apresenta factos dignos de nota. Não vale a pena destacar apenas um destes livros, porque cada um deles apresenta coisas diferenciadas, novos conceitos (outros menos novos).

O primeiro livro, "Que futuro", de Filipe Duarte Santos, é fabuloso, sei que já suscitou o interesse noutros países e estará a ser já traduzido. A sua leitura faz-se sem muitas dificuldades, mesmo para o leitor que não está tão por dentro das temáticas abordadas.

O segundo livro, sobre autarquias e desenvolvimento sustentável, é de grande importância, já que leitor pode observar factos bastante preocupantes, os quais têm levado a um enorme insucesso das políticas ambientais nas autarquias portuguesas.

O terceiro livro, "Condomínio da Terra", é algo de inovador, apresenta uma nova forma para gerir os destinos do planeta, mostrando como se pode desligar o "complicómetro" que muitas vezes fazemos a questão de ter ligado. É, sem dúvida uma enorme revelação, de um autor português!

Já o último livro apresentado, é algo que contraria a visão estereotipada de muitos jovens autarcas economistas, que utilizam formas de pensar já muito ultrapassadas. Mostra um "simples" facto, o de que é possível governar este planeta através de uma economia sustentável, algo que alguns pseudo-economistas tentam esconder (já que assim lhes estraga os planos para ganharem muito dinheiro gerindo o território de forma depradatória).








Penso que nao há nada melhor do que pegarem num destes livros e investirem na sua leitura, é bem mais útil e agradável do que passar um fim de semana inteiro num bar a fazer passar o tempo. Uma das possibilidades para os que não podem comprar livros, é passarem numa das muitas bibliotecas municipais da região de Sicó e requisitarem o belo livro, tenho reparado que algumas destas bibliotecas têm enriquecido o seu espólio com alguns livros bem interessantes na temática ambiental!

Boas leituras!

Sem comentários: